Voando com fome

Meu blog está quase fazendo aniversário. Um ano sem nenhum post novo, desde que contei sobre o vôo que perdi em Paris por causa de um torrone.

Obviamente não parei de comer, mas os amigos mais chegados sabem o que andei fazendo que me impediu de cozinhar e escrever.

Os leitores assíduos, que devem ser uns três, reclamaram no início. Depois se calaram.

Nesse meio de tempo, algumas poucas aventuras. Como o dia em que fui expulso de um restaurante coreano no Bom Retiro. E o dia em que resolvi fazer uma receita de merengue suíço e fui parar no pronto-socorro com uma baita queimadura – minha mão doendo estupidamente, o merengue pronto para virar suspiro, eu procurando minha carteirinha do plano de saúde e gritando com a Ângela: “Cuida dos suspiros no forno?” E tem ainda o dia feliz em que comprei um super forno Lofra. Que estou louco para estrear com um carneiro assado.

De volta às viagens, peguei hoje cedinho um vôo para Recife. Na parada obrigatória da LaSelva, fui procurar uma revista de negócios e acabei comprando uma Food&Wine. Ler revista de gastronomia com fome é um ato de masoquismo. Tentei me concentrar numa matéria sobre sustentabilidade – a Food&Wine está bem sintonizada com o assunto – mas o apelo das fotos de receitas foi maior.

E às 9:30, nada da TAM servir o café da manhã.

Até que ouço a voz gentil da comissária disser que a TAM “teria a gentiliza de nos oferecer o ‘Ares da Manhã’, um café da manhã ‘excluviso’ para deixar meu dia ‘mais alegre e descontraído’ (os adjetivos não são meus, são do encarte que vinha junto com o café da manhã).

Pensei nos ovos florentinos que comi em Londres. No bolo de fubá quentinho da minha sogra. Nas empadas de frango com palmito da minha mãe. Nos baurus do Tio Osvaldo.

E aí, claro, acordei.

O café da manhã da TAM tinha uma salada de frutas com 3 cubos de mamão, 6 pequenos cubos de abacaxi e 2 cubos de melão. Um bolinho doce, do tamanho de um brigadeiro. E um lanchinho de peito de peru.

Vou comer um pedaço da revista.

4 comentários sobre “Voando com fome

  1. Sandro, que bom que você voltou! Adorei.
    Ir à LaSelva para comprar uma revista de negócios e sair com uma revista de gastronomia é uma coisa que eu faço sempre. Só que no meu caso eu saio com uma revista de decoração!

  2. believed or not, eu já gostei de comida de avião, mas isso já passou. Livro de culinária eu prefiro ver do que ler, e quando chego ao fim, já estou mais do que satisfeita:)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s