Ruim para a cintura, bom para a economia

Há três décadas, 70% dos americanos diziam evitar lanchinhos entre as refeições. Este número caiu para 30% e a prática do snacking, que faz brilhar os olhos da indústria, não aumentou apenas entre os americanos. O hábito também cresce na França, apesar de 90% dos franceses afirmarem a importância de uma verdadeira refeição em torno da mesa (no Brasil, apenas 47% das pessoas dizem que isso é importante).

Quer receber histórias como essa no seu inbox? Assine Umlitrodeletras.

Um comentário sobre “Ruim para a cintura, bom para a economia

  1. Ontem levei um susto ao trocar de supermercado para compra do mês. Passei direto por quatro corredores de produtos. Fiquei assustada como as pessoas estão comendo mal.
    Que bom poder assinar aqui. Agora sim. beijin

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s