Sobre este blog

Olá. Eu sou Sandro Marques.

Cresci entre livros e panelas. Quando criança, eu acordava com o cheiro do feijão na panela de pressão. Logo mais, o cheiro do frango refogado e da massa cozinhando para fazer coxinhas. Minha mãe fazia três mil salgados assim, entre uma refeição e outra, me aprontar para escola, receber visitas de última hora, fritar os salgados e enviar para a festa. Fora as roscas doces e os pães de torresmo.
Leio desde sempre. Aos sete anos, me apresentaram a seção infantil de uma biblioteca. O primeiro livro que li foi a Enciclopédia da Fantasia, edição em quatro volumes, que logo foi seguida por Monteiro Lobato e Júlio Verne e Alexandre Dumas e — pronto — estava definida minha trajetória como profissional das letras e da cozinha. Hoje, entre outras atividades, sou professor das disciplinas de Literatura Gastronômica e Sustentabilidade nos cursos de pós do SENAC.

Seja bem-vindo.

O texto de abertura do blog foi retirado do livro “Calor”, de Bill Bufford,um livro que, depois da Enciclopédia da Fantasia, é o que mais fez diferença na minha vida. Mas essa é um longa história que ainda não terminou.

19 comentários sobre “Sobre este blog

  1. Sandro,

    Deliciosa surpresa esta sopa de letrinhas. Não sei se com os legumes, mas com as palavras você provoca sensações. Dá pra sentir o cheiro, o gosto, o calor. Parabéns. Fer Ethel

  2. Uma delícia de leitura….pude visualizar o caminho…pude sentir o aroma da terra….o aroma do prato. Parabéns!!!

  3. Fui ler seus texto pela primeira vez antes do almoço de dia de semana, quando a dieta impera… Grande engano… A história do sorvete de rapadura medieval me deixou pronta pra devorar o que aparecer na minha frente. Adorei. Bjs

  4. Estava voando e procurando algo que trouxese de volta o desejo de sonhar. Uma delicosa sensação de ter um passado familiar e um presente corrido onde se procura viver o sabor de estar junto dos que amamos. Aqui eu encontrei algo que veio juntar ao que sempre senti com o prazer de cozinhar. Maravilhoso! Obrigada.

  5. Sandro, descobri por acaso seu site. Você se revela e encanta. Embora sentindo-me um intruso, bisbilhotando onde nao fui chamado, gostei muito. Você nas letrinhas.

  6. Oi Sandro, deixei um comentario aqui mas a msg deu rejeitado ou coisa assim…só queria dizer que seu blog é muito bom…poesia, comida e filosofia são as coisas que mais gosto (nessa ordem – rs).
    A minha dúvida é se vc é o Sandro que fez SBDG com o Rodrigo Dutra, um grande amigo.
    A outra dúvida é se vc é meu vizinho de Vila Romana, se o Minha Avó Fazia a que vc refere é a rotisseria da Rua Fábia (ela é da minha mulher) então somos…e seria um prazer conversar de poesia e comida com vc aqui…o primeiro Illy é por conta da casa…abraço e deixo o endereço do meu blog, pode ser viagem minha mas algumas coisas que escrevemos se parecem…www.impressoesdeontem.zip.net

  7. Acabei de ler seu comentário irônico sobre salmão fresco e gostaria de prestar um esclarecimento. O salmão que consumimos vem do Chile. É possivel importar tanto o pescado congelado, como o fresco. O salmão fresco é embarcado pouquíssimo tempo depois da pesca, acondicionado em embalagens térmicas e transportado via aérea, por isso seu preço é mais elevado.

  8. Cara Júlia,
    de fato é bom ter informação. Gostaria que você se identificasse para continuarmos o diálogo. Você faz parte da equipe do Tea Connection? Do Pão de Açúcar?

  9. Sandro, encontrei seu blog casualmente, parabéns pela iniciativa e agradável escrita poética. Gostaria de indicar também o blog O Lugar Escrito, do Fórum de Debates Culturais do Grande ABC (olugarescrito.com), assim como o da Livraria Alpharrabio (blog.alpharrabio.com.br), espaço cativante em Santo André-SP, onde o Fórum se encontra periodicamente, junto com outros(as) também amantes das letras e da cultura. Abraços,

  10. Também cresci entre livros e panelas, acrescidos de uma máquina de costura e um radinho de pilha. De outro jeito parecido, me encantei com as Reinações de Narizinho.
    Em tempo, vi hoje no estante virtual (www.estantevirtual.com.br) que há disponibilidade da Enciclopedia das Fantasias que talvez vc não veja há algum tempo, assim como eu há muito tempo não revejo as reinações, achando talvez não precisar mais de sonhar com a Narizinho. Ledo engano…..
    Um abraço

    Ana Canuto

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s